Coleções

SEC cobra Volkswagen por fraudar investidores em títulos

SEC cobra Volkswagen por fraudar investidores em títulos

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos acusou a Volkswagen e seu ex-CEO Martin Winterkorn de fraudar os detentores de títulos dos EUA em conseqüência do escândalo do diesel da empresa, de acordo com um relatório da CNBC.

O escândalo da Diesel-Gate continua a assombrar a Volkswagen

As acusações da Securities and Exchange Commission (SEC) contra a Volkswagen (VW) representam as consequências financeiras em curso do chamado escândalo diesel-gate, revelado pela primeira vez em 2015, onde a VW foi acusada de usar um recurso de software oculto que ajudaria o a empresa contorna os regulamentos de emissões dos EUA em seus motores a diesel.

VEJA TAMBÉM: SEIS GERENTES DE VOLKSWAGEN DESPEDIDOS NO ESCÂNDALO DE EMISSÕES DE DIESEL EM CURSO

De acordo com a reclamação da SEC, a VW emitiu mais de US $ 13 bilhões em títulos e valores mobiliários corporativos no mercado dos EUA entre abril de 2014 e maio de 2015, quando a empresa sabia que tinha mais de meio milhão de veículos nas estradas dos EUA que violavam os limites de emissão de veículos dos EUA.

O elemento de fraude da reclamação é que a empresa sabia que esses veículos abriam a VW para responsabilidades substanciais com a reputação e a posição financeira da empresa, fatos que não foram divulgados aos compradores e, portanto, perpetrando uma venda fraudulenta desses títulos e valores mobiliários.

Volkswagen responde à reclamação da SEC

A Volkswagen, por sua vez, contestou a reclamação da SEC como falha. Em uma declaração à CNBC, a empresa disse: “A reclamação da SEC é legal e factualmente falha, e a Volkswagen irá contestá-la vigorosamente.

"A SEC trouxe uma reclamação sem precedentes sobre títulos vendidos apenas para investidores sofisticados que não foram prejudicados e receberam todos os pagamentos de juros e principal integralmente e no prazo. A SEC não cobra que qualquer pessoa envolvida na emissão de títulos soubesse que a Volkswagen diesel os veículos não cumpriam as regras de emissões dos EUA quando esses títulos foram vendidos, mas simplesmente repetem afirmações não comprovadas sobre o ex-CEO da Volkswagen AG, que não participou das vendas.

“Lamentavelmente, mais de dois anos depois que a Volkswagen entrou em acordos multibilionários nos Estados Unidos com o Departamento de Justiça, quase todos os estados e quase 600.000 consumidores, a SEC agora está tentando extrair mais da empresa. ”


Assista o vídeo: Dr. Renan Kalil - Reforma Trabalhista diminuirá os direitos dos trabalhadores (Janeiro 2022).